Eu sou legalista!

“Legalismo: Caráter de doutrina que, em quaisquer circunstâncias, prescreve a estrita obediência à lei e o respeito às instituições.” (Dicionário Aurélio).

Frenquentemente escuto o termo “Legalismo”, referindo-se à Lei de Moisés, à crença na salvação pelas obras. E principalmente, esse termo é utilizado no julgamento de pessoas que afirmam a existência atual de leis para a vida cristã, geralmente é citado em tom pejorativo.

Sim, a salvação é pela graça. Mas alcançamos esse dom de Deus por meio da fé (Ef 2.8). E, a fé sem as obras é morta (Tg 2.17) – o Senhor recompensará cada um segundo as suas obras (Rm 2.6).

Ora, como seremos julgados se a Lei de Moisés não tem mais valor? Agora a Lei de Moisés é substituída por uma lei melhor: a Lei da Fé (Rm 3.27). Deus há de julgar os homens, por Jesus Cristo, segundo as leis do evangelho (Rm 2.16). Sim, pela fé estabelecemos a lei (Rm 3.31).

“Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados.” (Rm 2.13).

Portanto, se obedecemos na íntegra a fé (Jd 3) andamos em novidade de vida (Rm 6.4), não mais ouvindo a carne, mas sim o espírito (Rm 8.1).

Geralmente os israelitas obedeciam à lei de Moisés por causa de imposições. Nós, ao contrário disso, alcançamos a perfeição quando obedecemos de coração (Rm 6.17).

Mas existe algo em comum entre a Lei de Moisés e a Lei da Fé? Sim, ambas nos convence da existência do pecado! Ora, mas por que a Lei da Fé é melhor? Porque quando a obedecemos somos libertos do pecado e feitos servos de Deus (Rm 6.22). Aleluia! A lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte (Rm 8.2).

Abaixo se encontram alguns itens dessa Lei (Rm 12):

• O amor seja não fingido;
• Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem;
• Amai-vos cordialmente uns aos outros;
• Não sejais vagarosos no cuidado;
• Sede fervorosos no espírito;
• Alegrai-vos na esperança;
• Sede pacientes na tribulação;
• Perseverai na oração;
• Abençoai aos que vos perseguem;
• A ninguém torneis mal por mal;
• Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.

“O amor não faz mal ao próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor.” (Rm 13.10).

Wesley Santos Rezende

1 comentários:

Danilo Fernandes disse...

Ola irmão!

Queria aproveitar a oportunidade para lhe apresentar o meu blog, o Genizah e recomendar uma visita. Por minha vez, já me tornei seu seguidor.

Graça e Paz!

Danilo


http://genizah-virtual.blogspot.com/